Alergia à picada de insetos


O verão vai chegando e as picadas de insetos se tornam muito comuns. Abaixo discutimos como reconhecer e manejar estes problemas.

Como são as manifestações alérgicas

As reações à picada de insetos se expressam por lesões leves - como as lesões decorrentes de picada de mosquito - ou produzindo quadros mais graves - como a picada de abelha - que pode levar ao choque alérgico mais intenso.

Quais as diferenças entre as reações às picadas de mosquito e de abelha?

Quando a criança é picada por mosquitos, as reações são geralmente limitadas à pele, sem maior gravidade.

Reações por picada de abelha e vespa podem, por outro lado, desencadear quadros graves: além da lesão no local podem ocorrer manifestações gerais como falta de ar, queda na pressão arterial e desmaio.

Existem exames para ajudar no diagnóstico?

Nos casos de alergia a mosquitos, não é necessário fazer exames. Através da informação da exposição a insetos e das características das lesões na pele (com coceira intensa) pode-se fazer o diagnóstico. Quando se trata de picada de abelha e vespas, podem-se realizar testes na pele ou no sangue para comprovar a suspeita.

A alergia a insetos tem cura?

As reações à picada de mosquitos devem ser tratadas com medicamentos para evitar infecções na pele e diminuir a coceira (extremamente desconfortável para a criança) e têm tendência a melhorar com o passar dos anos. A alergia à picada de abelha pode ser tratada com uma medicação específica para este veneno, principalmente quando se trata de reação grave. Nestes casos, o tratamento deve ser orientado por médico especialista.

Quais os medicamentos indicados para o tratamento?

Para aliviar a coceira, utilizam-se medicamentos no local da picada. Quando ocorre infecção decorrente do ato de coçar, em várias lesões de pele, é indicado utilizar o antibiótico por via oral.

Para diminuir a coceira com maior rapidez, é útil o uso de antialérgicos, também por via oral. Reações mais graves em função de picadas de abelha requerem tratamento hospitalar imediato em serviço de emergência.

Como prevenir essas picadas?

- Utilizar repelentes quando a criança estiver em lugares expostos a insetos, como no parque, no campo, na praia e na serra.

- Eliminar depósitos de água parada.

- Empregar inseticidas na residência.

- Colocar telas nas janelas.

- Manter unhas da criança aparadas e escovadas.

- Não utilizar produtos perfumados ao ar livre.

- Evitar roupas soltas e cores muito vivas.

- No caso de ser envolvido por abelhas ou marimbondos, afastar-se sem movimentos bruscos.

- Ter sempre a mão o tratamento recomendado pelo médico.

Fonte: www.sprs.com.br


Posts Destacados
Procure por Tags
Nenhum tag.
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook Black Round

Conversando com os pais

Av. Protasio Alves, 2715 SL 1101

Porto Alegre / RS

Tel: (51) 3334-0296

zepaulo1963@gmail.com